Lei do Tocantins reconhece profissionais da saúde como heróis no combate a covid 19

2
Foto Divulgação

Após dois anos de luta contra a pandemia da Covid-19, os profissionais da saúde receberam o reconhecimento pelo árduo trabalho prestado em todo o Estado do Tocantins.

A Lei n º 3.977 de 20 de julho institui o “Dia Estadual dos Heróis e Heroínas na luta contra a Covid-19”, a ser celebrado todo dia 14 de abril. O ato é estendido a todos os demais profissionais que se empenham para a prevenção e controle da doença. Essa ação soma-se a outras que enfatizam a importância dos profissionais da Saúde no Estado.

A coordenadora do núcleo interno de regulação (NIR) do Hospital Geral de Palmas (HGP), Karlla de Souza Luz, vê a iniciativa como positiva. “Os profissionais de saúde são realmente heróis. Somos seres humanos tanto quanto os demais, porém com a essência de ajudar ao próximo e salvar vidas. Esses profissionais adoeceram para além  da Covid-19, sofreram com a sobrecarga de trabalho, mas estavam lá para cuidar das pessoas.

Merecem muito mais que homenagens, merecem o nosso respeito e recompensa”, disse. Para o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, “este reconhecimento é merecido, pela dedicação e empenho que todos os profissionais tiveram durante a pandemia e também após ela. A Saúde pública tocantinense é formada por pessoas comprometidas com o bem estar da população usuária do Sistema Único de Saúde e, por isso, a Secretaria de Estado da Saúde tem trabalhado para garantir melhores condições de trabalho, equipamentos e ambiente adequado”, pontuou o gestor. Para o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva, “este reconhecimento é merecido, pela dedicação e empenho que todos os profissionais tiveram durante a pandemia e também após ela.

A Saúde pública tocantinense é formada por pessoas comprometidas com o bem estar da população usuária do Sistema Único de Saúde e, por isso, a Secretaria de Estado da Saúde tem trabalhado para garantir melhores condições de trabalho, equipamentos e ambiente adequado”, pontuou o gestor. O Governo do Estado manteve todos os 844 profissionais contratados temporariamente durante a pandemia da Covid-19. “Esses profissionais recebiam uma gratificação temporária, que foi extinta, mas devido a importância da atuação deles na Saúde, os recursos foram transferidos para o pagamento de insalubridades que os contratos já começaram a receber”, explicou.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: siteplantaogospel@gmail.com que iremos analisar.